• Ranna Carla

Otorrinolaringologista Pediátrico




Assim como em outras áreas, sempre existe um profissional especializado em atendimento infantil. Essa é a fase onde ocorrem o maior número de mudanças, e toda atenção é necessária para não comprometer o desenvolvimento físico e emocional da criança.

Como já sabemos, o Otorrinolaringologista é o profissional da área da saúde responsável por diagnosticar e tratar doenças que acometem alguns órgãos como: Ouvido (oto), Nariz (rino) e Garganta (laringo)


Por que procurar um Otorrinolaringologista Pediátrico?




Pesquisas recentes mostram que no Brasil cerca de 5 crianças a cada mil nascem surdas. A consulta com o otorrinolaringologista é de suma importância, pois é feito o teste de surdez e o acompanhamento e intervenção precoce podem minimizar os problemas gerados pela surdez, como a dificuldade na fala, aprendizagem e interação social.

Por estarem em processo de desenvolvimento e amadurecimento do corpo, crianças são mais susceptíveis a algumas doenças, que às vezes parecem simples, mas que podem gerar riscos e deixar sequelas.


Quando procurar um Otorrino Pediátrico?


Existem alguns sinais e sintomas que indicam a necessidade de levar a criança para uma consulta, entre eles:

  • Chorar enquanto mama;

  • Chorar ao tocar na orelha;

  • Obstrução nasal muito frequente;

  • Muitos episódios de “gripe” e;

  • Presença de líquido saindo do ouvido

Principais doenças, sintomas e suas causas:


  • Otite externa aguda: infecção na parte mais externa da orelha, normalmente causada pelo contato com água do mar, rio e piscinas. Sintomas: dor intensa que pode piorar ao toque.

  • Otite média aguda: inflamação que acomete a parte média do ouvido, atrás da membrana do tímpano, geralmente ocorrem após processo infeccioso das vias superiores, podendo ser viral ou bacteriano. Sintomas: dor de ouvido, dor de cabeça, febre, irritabilidade, desequilíbrio, diminuição da audição e secreção purulenta.

  • Amigdalite: infecção viral ou bacteriana, que acomete a laringe (situada na garganta) onde se encontra as amígdalas\tonsilas. Sintomas: febre, dor de garganta, dificuldade para engolir e mal estar geral. Os quadros virais podem estar associados a coriza, obstrução nasal, secreção nasal e tosse. Em crianças pequenas pode haver outros sintomas como vômitos e/ou inapetência. Pode haver dor irradiada nos ouvidos.


Doenças que não são totalmente curadas podem deixar sequelas ou gerar problemas mais graves, por isso é imprescindível o acompanhamento com o Otorrinolaringologista Pediátrico, para garantir que a criança vai continuar se desenvolvendo de forma saudável.

155 visualizações0 comentário